quinta-feira, 9 de abril de 2015

10ª Sessão Ordinária de 2015


Durante a realização, nessa quarta-feira (08/04), da 10ª Sessão Ordinária da Câmara Legislativa de São Bernardo do Campo. O presidente do Legislativo, José Luis Ferrarezi (PT), convidou a munícipe Vera Lúcia Zirnberger, representando o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (APEOESP), a fazer uso da palavra, conforme requerido por esta.

Vera fez fortes críticas ao Governo do Estado de São Paulo, relatando o péssimo estado de conservação das escolas estaduais, falta de água, de produtos higiênicos, merenda de baixíssima qualidade, dentre outros descasos com a educação pública. Ainda com a palavra, a representante da APEOESP repudiou a conduta do Governador Alckmin, por ignorar a greve dos professores estaduais, que almejam melhores condições de trabalho e aumento salarial.

No mesmo dia o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques, apresentou um panorama do setor automobilístico, explicando que o mercado fechará em queda de produção, o que poderá ocasionar demissões de trabalhadores. Relatou, ainda, que empregados da Mercedes-Benz estão ameaçados de perder o emprego e pediu o apoio dos vereadores da casa para auxiliar na defesa dos trabalhadores.

Na oportunidade, Marques criticou o projeto de lei n° 4330, conhecido por PL da terceirização, esclarecendo aos vereadores que se trata de uma medida para concentrar renda, enfraquece os sindicatos e que implicará em redução dos direitos dos trabalhadores.

Nesta mesma sessão, o Deputado Estadual Luiz Fernando (PT), em discurso, saudou todos os vereadores da Casa de Leis e disse estar honrado pelo convite feito por estes. Ressaltou a importância da oposição política, visto que é salutar a sua existência.

Aproveitando a reinvindicação da representante da APEOESP, por aumento salarial, o deputado petista criticou a postura intransigente do Governador Alckmin, que não abriu negociações com os professores estaduais. Ao final, indicou aos vereadores que apoiassem a greve dos professores, que ocorre desde 13 de março deste ano, por meio de uma moção de repúdio a atitude do governo estadual do PSDB.


Nos bastidores, o vereador Marcos Lula recebeu a Vera Lúcia Zirnberger, representante da APEOESP, onde reiterou o seu apoio a greve dos professores estaduais por aumento salarial e melhoria nas condições de trabalho.

Imagem: Wilson Liria

Nenhum comentário: